Governo pode Baixar o Valor do Gás de Cozinha em até 50%.

Spread the love

Será que dessa vez vai Governo quer fracionar venda de gás de cozinha .Medida, ainda em estudo pela ANP, visa permitir que populações de baixa renda possam ter acesso ao botijão.

O governo federal estuda medidas para reduzir o preço do gás de cozinha, que segundo afirmações do ministro da Economia, Paulo Guedes, pode cair até 50%. A ideia desta vez é fracionar a venda de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para que a população de baixa renda tenha acesso ao botijão.

Ainda não se sabe como o produto seria comercializado. 


O Ministério da Economia informou ao DIA que “a questão é estudada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás natural e Biocombustíveis, no âmbito da Tomada Pública de Contribuições 7/2018”.

Governo pode Baixar o Valor do Gás de Cozinha em até 50%.
Governo pode Baixar o Valor do Gás de Cozinha em até 50%.

Se venda fracionada for implementada, vai dar ao consumidor a opção de compra por quilo em postos de revenda. O governo pretende, com a medida, atender à demanda de pessoas mais pobres que não têm condições de comprar a botija de 13kg.

LEIA TAMBÉM: INSS 2019: Saiba como receber a Aposentadoria de R$998 do INSS sem nunca ter Contribuído Com o inss.


O preço do gás de cozinha, inclusive foi debatido na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado na última segunda-feira.

Representantes do governo informaram que medidas estão em estudo para o botijão ficar mais barato. Uma delas, o fim da diferença de valor entre do gás industrial e do residencial.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) registrou que o alto preço tem levado pessoas a voltar a usar lenha para cozinhar. 

OUTRAS MEDIDAS


Diversas medidas estão em andamento para baratear não só o preço do gás de cozinha, conforme tem afirmado o ministro Paulo Guedes.

Entre elas, a ampliação da participação de empresas tanto do mercado de produção quanto no da distribuição. Vale lembrar que hoje, a Petrobras responde por quase totalidade da produção e importação do GLP enquanto cinco empresas detêm mais de 90% da distribuição. 


De acordo com o ministério, a mudança da estrutura de mercado do transporte e distribuição do gás natural pode impactar o preço do gás de cozinha.

“O propano e o butano proveniente das Unidades de Processamento de Gás Natural (UPGN’s), com a dinamização do mercado, podem aumentar a oferta de matéria-prima para a produção de gás de cozinha, induzindo à concorrência e à queda de preço, de acordo com a dinâmica de mercado”, informou a pasta, em nota.

Novo mercado de gás.


O projeto de baixar preços prevê três frentes para dar mais eficiência ao setor e fazer o que o ministro da Economia tem chamado de ” choque de energia barata “.

São ações que envolvem a venda de distribuidoras estaduais de gás, o fim do monopólio da Petrobras no setor e nova regras regulatórias por meio da ANP.


Chamado de “Novo Mercado de Gás”, o programa propõe a venda de transportadoras e distribuidoras de gás da Petrobras e uma nova regulamentação para que os estados que têm distribuidoras locais permitam o acesso de terceiros aos gasodutos e que consumidores possam comprar de qualquer distribuidor.

O governo quer, ainda, incentivar esses estados a vender suas distribuidoras regionais.


A avaliação dos ministérios da Economia e de Minas e Energia é que a quebra do monopólio deve atrair novos operadores (players) para o mercado, o que trará mais investimentos para o Brasil.


As mudanças devem facilitar a ampliação rede de gasodutos, considerada pequena para o tamanho do país.Com mais concorrentes e dutos, o preço do gás tende a cair.

A expectativa do governo é que as medidas impactem no preço do gás de cozinha, para a indústria e também na produção de energia elétrica — já que há usinas térmicas que usam gás natural como combustível.

Um comentário em “Governo pode Baixar o Valor do Gás de Cozinha em até 50%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *