Grêmio perde em Casa na Libertadores e se complica diante do Libertad

Spread the love

Grêmio joga mal, perde para o Libertad na Arena e cai para terceiro no Grupo H.

Tricolor cria pouco na primeira partida em casa na Libertadores e é punido com gol nos acréscimos do 1º tempo.

  • A Arena recebeu 32 mil pessoas para impulsionar o Grêmio à liderança do Grupo H da Libertadores na noite desta terça-feira. Porém, tudo deu errado, e o Tricolor acaba a segunda rodada na terceira posição na chave. Em uma atuação pouco inspirada, o time de Renato Gaúcho perdeu por 1 a 0 para o Libertad, que soube segurar o ímpeto brasileiro desde o início. De quebra, o time paraguaio encerrou com a invecibilidade de 10 jogos dos gaúchos.

  • Olho na tabela

    Com a vitória, o Libertad sobe para seis pontos e 100% de aproveitamento, na liderança do Grupo H. O Grêmio sai da zona de classificação e fica em terceiro, com um. As duas equipes voltam a jogar somente no dia 4 de abril, uma quinta-feira. O Grêmio vai ao Chile enfrentar a Universidad Católica, às 19h, enquanto o Libertad recebe o Rosario Central, às 21h, no Defensores del Chaco.

    Confira a tabela completa da Libertadores

  • Primeiro tempo

    O Grêmio não conseguiu imprimir seu futebol. O estilo de toque de bola acabou preso na marcação do Libertad. Luan não criava e Everton pouco aparecia. O time de Renato só acordou quase ao final do primeiro tempo. Luan chutou uma bola por cima do gol. Aos 47, Cortez recebeu de Maicon e caiu na área, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. Na sequência, o que os tricolores mais temiam. Martínez entortou Geromel e cruzou para Bareiro, que aproveitou brecha de Kannemann e marcou para os paraguaios.

  • Segundo tempo

    Com a necessidade de buscar o resultado, Renato trocou Felipe Vizeu por André no intervalo. Nada adiantou. Mais tarde, foi a vez de Jean Pyerre substituir Maicon, que saiu contrariado. Aos 22, André cabeceou com perigo sobre o gol. Em seguida, Diego Tardelli entrou no lugar do lesionado Marinho. Luan e Jean Pyerre, duas vezes, tentaram o empate. Todas em vão. O Grêmio perde a invecibilidade no ano em plena Arena.

  • Fim da invencibilidade e Gre-Nal à vista
  • O Grêmio poderia chegar ao 11º jogo de invencibilidade na temporada e ainda bater o recorde de Renato Gaúcho sem derrotas no comando. Até o momento, eram sete vitórias e três empates. E ainda terá de juntar os cacos para o Gre-Nal do próximo domingo, também na Arena, pela 10ª rodada do Gauchão.

  • Sem inspiração
    Luan foi mal na partida

    Luan foi mal na partida (Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital)

    Marinho foi o soldado do exército de um homem só na noite desta terça-feira. Somente o atacante tentou algo diferente para furar a barreira do Libertad na Arena. Correu, chutou e saiu de campo com um problema na panturrilha esquerda. Luan, Everton, Maicon e até Geromel não estiveram bem. O zagueiro foi envolvido facilmente por Martínez no lance do gol. Do meio para a frente, o time foi inofensivo. A melhor chance veio em cabeçada de André, sobre a meta de Martín Silva.

  • Falhas sucessivas

    O gol da vitória paraguaia foi o exemplo da noite abaixo da curva gremista. No início da jogada, Bruno Cortez simulou pênalti na área do Libertad. No contra-ataque, Everton podia ter “matado” a jogada com falta no meio de campo. Não fez. Ainda, Geromel, um dos melhores zagueiros do país, foi facilmente driblado por Martínez. Bareiro apareceu livre para definir com o pé direito quase na marca do pênalti.

  • Fortaleza defensiva

    O Libertad deu uma aula de marcação na Arena. Foi praticamente impecável ao parar os rápidos Marinho, Everton e Luan. Maicon não encontrou espaços para deixar os companheiros na cara do gol, como costuma fazer. Felipe Vizeu foi um mero espectador no primeiro tempo. No segundo, nem André nem Diego Tardelli conseguiram mudar a história do jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *