Importar Celular agora da Multa ao Importador , Clique aqui e Saiba Mais.

Spread the love

Olá amigos ligados no Snoop News , se você tem o costume de Importar Celulares de Smartphones para o Brasil dos Estados Unidos ou Europa , confira como e de quem será multado por esse tipo de Ação.

Mas antes de irmos direto a matéria , você já percebeu como é difícil para pobre ter alguma coisa nesse país , Seja um Celular, um Playstation , Xbox , um perfume , tudo aqui no Brasil é caro e quando conseguimos achar algo o que acontece?

Vem os caras e sem pena aplicam uma Multa encima da gente, na reportagem de hoje que saiu na Globo.com .

Você vai perceber que estão querendo fazer de Tudo para não termos uma boa qualidade de vida em nosso país.

Nossa internet é a pior de todas , não temos saúde , educação, segurança , nossa diversão é um futebol pela tv já que não podemos ir ao estádio .

E agora importar um celular e esperar 180 dias , para ser taxado na alfandêga , pagar uma cota de entrega dos Correios e  no final uma multa por importarmos o celular , ta bom pra você ? Pra mim não.

Você sabia que  a Anatel e Correios fiscalizam 13 mil celulares e outros aparelhos em 2018 ?

Agência cobrou taxa de R$ 200 para regularizar smartphone importado via remessa internacional, você sabia ?

Encomendas que chegam pelos Correios podem ser fiscalizadas pela Receita Federal e outros órgãos.

Dentre eles está a Agência Nacional de Telecomunicações. Somente em 2018, a parceria entre as entidades resultou na retenção e fiscalização de cerca de 13 mil produtos de telecomunicações, entre eles smartphones vindos de outros países.

A informação consta de um longo questionário enviado à Anatel sobre a cobrança de taxa para o ingresso de smartphones importados do exterior.

O assunto deu o que falar nas últimas semanas. Quanto a isso, a agência é taxativa: está proibido encomendar celulares de fora e recebê-los via Correios ou qualquer outra transportadora.

O assunto causa confusão porque há essencialmente duas formas de trazer celulares de fora: durante viagens ao exterior ou por compra realizada em lojas online.

A assessoria de comunicação da Anatel esclareceu os casos.

Importar Celular agora da Multa ao Importador , Clique aqui e Saiba Mais.
Importar Celular agora da Multa ao Importador , Clique aqui e Saiba Mais.

Entenda os casos.

Celular trazido na bagagem: está permitido que turistas brasileiros retornem ao país com um smartphone.

Diz a nota: “Não há nenhuma restrição nem procedimento adicional, pois o Brasil mantém reciprocidade, por exemplo, com os Estados Unidos e a União Europeia.

Ainda assim, o usuário é responsável pelo equipamento que importa.”

Celular recebido via Correios por pessoa física: a Anatel alerta que a importação é proibida. Ainda assim, estabelece uma taxa para que a situação do smartphone seja regularizada.

O usuário pessoa física tem de pagar R$ 200 pela homologação e certificação do produto em território nacional.
Mesmo os telefones de marcas reconhecidas, como HTC, OnePlus, Oppo e Xiaomi, precisam passar por este processo, ainda que tenham certificação emitida por equivalente da Anatel no país de origem.

O órgão ressalta que só atendem à regulamentação nacional os modelos que forem certificados e homologados pela Anatel.

 

LEIA TAMBÉM SERÁ QUE VALE APENA COMPRAR O GALAXY J7 ->>>> SAIBA MAIS AQUI.

 

https://www.youtube.com/watch?v=f7WxBYDRrSE

Celular recebido via Correios por pessoa jurídica: segue a mesma lógica da situação descrita acima, com a diferença de que o valor sobe para R$ 500.

“Após a emissão do Certificado de Homologação pela Anatel, o seu detentor, e somente ele, será o responsável pela comercialização do produto no país. Mais informações podem ser obtidas no endereço”, informa a agência.

Aparelhos são devolvidos ou destruídos.

Remessas internacionais que chegam às dependências dos Correios são vistoriadas “há anos”, fruto da parceria entre as duas organizações.

A diferença em 2018 foi a atuação mais consistente da Anatel em algumas unidades dos Correios onde não atuava antes.

Em nota, a agência explica que são foco da ação os equipamentos que interferem em sistemas de telecomunicações ou que se destinem à prática de crimes. Nestes casos, são encaminhados para destruição.

Até então, smartphones e outros gadgets eram apenas devolvidos à origem “quando eventualmente fiscalizados”.

Fonte : G1/GLOBO.COM

Quer saber Mais sobre Celulares , Games , Importações continue aqui todo dia tem uma matéria relevante pra Você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *