(INSS 2019) REFORMA DA PREVIDÊNCIA PENSÃO POR MORTE NÃO SERÁ VITALÍCIA PARA TODAS AS VIÚVAS. CONFIRA

Spread the love

Estamos hoje aqui como uma das matérias mais importantes em relação a nova reforma da previdência 2019 que o Governo Bolsonaro está fazendo e que irá mudar o modo de pensar em relação a pensões por morte.


Com a medida provisória que foi assinada e que irá virar projeto de lei e no futuro.

https://www.youtube.com/watch?v=uGohCxyZqnE&t=8s


Viuvas serão as mais afetadas a partir de agora .Vamos explicar tudo apartir de agora, Confira.


VIUVAS COM MENOS DE 42 ANOS NÃO TERÃO PENSÕES VITALÍCIAS , ENTENDA.


Antigamente quem era casada e o esposo , vinha a óbito ela recebia uma pensão do Governo até morrer , ou que se casa se no papel com outra pessoa.


Agora mudou.A Pensão tem prazo e datas definidas para o termino.


COMO SERÁ AGORA E QUAL SERÁ ESSE PRAZO?


Agora a viuva terá um benefício com prazo máximo de 2 anos ininterrupto , após isso o benefício será cancelado e a viuva receberá uma carta do inss informando essa situação.


Observação


Apenas viuvas ,deficientes, com problema de saude comprovadas por meio de exame médico terão seu benefícios mantidos .


Mas o governo estuda fazer uma perícia médica para deixar registrado a real situação .


QUEM TEM MAIS DE 42 ANOS O QUE VAI ACONTECER.


O governo está trabalhando para que essa reforma seja a menos danosa para os Beneficiários do INSS . Quem for casa e tiver 42 anos poderá sim receber uma pensão por morte até o fim da vida.


Mas para isso o esposo precisa ter contribuido com a previdência dentro do prazo de carência.


Quem recebe LOAS /BPC não tem direito a deixar pensão por morte para seu esposo ou esposa.


Por ser um benefício assistência.

Um comentário em “(INSS 2019) REFORMA DA PREVIDÊNCIA PENSÃO POR MORTE NÃO SERÁ VITALÍCIA PARA TODAS AS VIÚVAS. CONFIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *