INSS : SAIBA TUDO SOBRE O Pente-fino em auxílios por incapacidade começou em setembro

Spread the love

A Convocação Está sendo feita por carta-padrão enviada ao segurado. Endereço precisa estar atualizado no cadastro do instituto confira tudo agora.

Os segurados do INSS que recebem benefício por incapacidade (auxílio-doença e aposentadoria por invalidez) precisam estar com a documentação médica em dia para não correr o risco de ficar sem o pagamento.

O pente-fino nesses auxílios vai começar agora em setembro, antecipou o instituto .

INSS : SAIBA TUDO SOBRE O Pente-fino em auxílios por incapacidade começou em setembro
INSS : SAIBA TUDO SOBRE O Pente-fino em auxílios por incapacidade começou em setembro


“Laudos médicos recentes, receitas, toda documentação que comprove a incapacidade têm que estar atualizada para o caso de ser solicitado pelo médico perito que vai atender o segurado”, orienta Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP).


De acordo com o instituto, os beneficiários serão convocados por meio de carta-padrão enviada ao segurado, que deverá agendar comparecimento a uma agência por meio do portal Meu INSS ou da Central de Atendimento 135.

LEIA TAMBÉM: INSS: NOVAS REGRAS Prova de vida do INSS: como não perder o benefício


“É importante estar com os dados atualizados no INSS para não correr o risco de não receber a carta e ter o benefício suspenso”, acrescenta Adriane.
Caso o usuário ainda não seja cadastrado no Portal Meu INSS, é preciso se inscrever.

Para isso, é preciso acessar o portal acesso.gov.br e se cadastrar. O interessado precisa informar o CPF e clicar em “Crie sua conta”.


Uma segunda tela se abrirá para o preenchimentos dos dados cadastrais como nome e CPF (campos obrigatórios), além de endereço de e-mail e número de telefone (informações opcionais, mas que podem ajudar em caso de necessidade de recuperação da senha).


Durante o processo de inscrição, o cidadão terá que confirmar o nome da mãe e data de nascimento e confirmar informações trabalhistas e previdenciárias.

De acordo com o INSS, terminada esta etapa, o interessado recebe um código de validação enviado por SMS (torpedo) ou um link por e-mail. A partir daí, pode cadastrar sua senha de acesso para utilização do Meu INSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *