JOHN JONES VENCE MARRETA POR PONTOS TEM QUE TER REVANCHE.

Spread the love

Thiago Marreta Perde mais manda JOHN JONES PRO HOSPITAL CONFIRA UM POUCO do que foi a luta desse sabado no UFC 239.

Quem viu o UFC 239 Viu pela primeira Vez no UFC JOHN JONES andar pra trás e correr da porrada. Thiago Marreta foi o Único na história da colocar medo no Campeão.

Uma luta que merece Revanche E Thiago Marreta merece Revanche Imediata.

Mesmo com uma lesão Marreta não recuou , não teve medo de Jones. Ninguém é imbatível , Jones não é 100 isso tudo.

Covarde , não foi pra Luta só chutou o Joelho do Marreta , 90 % dos Golpes de JONES Foram desferidos apenas no joelho de Marreta.

Mesmo assim Marreta não fugiu da luta e se fosse pro mano a mano em reais condições de igualdades Marreta poderia sim ter chocado o Mundo.

Thiago Marreta faz grande luta em Las Vegas, mas Jon Jones vence por decisão dividida no UFC 239.


Brasileiro leva perigo ao campeão em diversos momentos e chega perto de faturar o cinturão dos meio-pesados.


As chances de Thiago Marreta não eram grandes antes do combate deste sábado. Azarão absoluto na luta principal do UFC 239, ele falou durante a semana que pretendia chocar o mundo, demonstrando ter ciência de que do outro lado estava um fora de série.

Mas a margem de favoritismo de Jon Jones não foi vista dentro do octógono.

Com uma performance de alto nível, o brasileiro vendeu caro o duelo, mas perdeu por decisão dividida (48-47, 47-48 e 48-47), em Las Vegas (EUA), pelo cinturão do peso-meio-pesado (até 93kg).

  • Eu joguei seguro, peço desculpas para os fãs que queriam que essa luta terminasse em nocaute.
  • Ele é muito duro.
  • Thiago Santos é um faixa-preta de muay thai, estou orgulhoso de mim. Eu achei que estava vencendo, nós estávamos jogando um jogo de xadrez muito inteligente.
  • Toda vez que você luta contra um cara de muay thai, você precisa ser inteligente.
  • Os chutes me machucaram muito, eu acho que ele conseguiu explorar um ponto que todos buscaram até hoje e ninguém tinha conseguido.
  • Ele conseguiu explorar uma falha no meu jogo que eu prometo que não terá na próxima vez – declarou “Bones”, que deixou o cage amparado por seus treinadores devido às avarias nas pernas.

  • A atuação de Jones passou longe do domínio que muitos esperavam, e o resultado chegou a ser vaiado pelo público na T-Mobile Arena..
  • Mas o fato é que agora são 25 vitórias, uma derrota e um “No Contest” (luta sem resultado) na carreira do campeão dos meio-pesados. Foi a 13ª luta de título que ele venceu, igualando o recorde de Georges St-Pierre.

Para Marreta, a derrota apertada prova que o brasileiro faz parte da elite da categoria até 93kg. E o carioca, cria da Cidade de Deus, apesar do revés, não demonstrou abatimento. Muito pelo contrário.

  • No primeiro round meu joelho falseou, machucou e eu não consegui mais me movimentar muito bem, toda hora estava saindo do lugar. Mas, sem choro, sem lamentação.
  • Ele é um guerreiro, sou fã, só tenho que agradecer a todos por essa oportunidade. Estou feliz, saí na porrada que é o que eu gosto de fazer contra um cara que eu sempre assisti e admiro muito.

A luta

Um chute baixo logo no início da luta fez Jon Jones se desequilibrar. Marreta circulava pelo octógono, sem demonstrar afobação. O campeão tentava ditar o ritmo.

Pisões no joelho e chutes altos eram os golpes mais usados. O desafiante acertou um chute na altura das costelas.

“Bones” marcou o tempo, tentou derrubar e jogou uma cotovelada rodada, que Marreta esquivou bem.

O brasileiro foi para cima mais uma vez e, soltando golpes, viu o protetor bucal do rival voar. Imediatamente, o carioca parou e permitiu que ele recolocasse. Na volta, encontrou a distância e acertou duas boas combinações no rosto.

Os chutes baixos nas pernas do americano entravam – o brasileiro chegou a sentir uma dor no joelho, que viria incomodá-lo nos minutos seguintes. O Jones seguia atuando da média para a longa distância. Nos segundos finais, o campeão acertou um chute rodado no corpo do atleta da TFT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *