PELA COPA DO BRASIL BOTAFOGO 2 A 0 NO CAMPINENSE VEJA COMO FOI

Mais fácil que tirar doce de criança na porta da padaria o Botafogo não teve pena e está na próxima fase da Copa do Brasil diante do Campinense.

Com um gol em cada tempo, Glorioso constrói bom resultado fora de casa e se classifica. Eliminado precocemente na edição do ano passado, Alvinegro não correu muito perigo

Botafogo bate o Campinense com golaço de Alex Santana e encara o Cuiabá na segunda fase da Copa do Brasil

Alvinegro joga bem em Campina Grande e vence por 2 a 0 sem sustos.

Em 2018, a trajetória do Botafogo na Copa do Brasil foi curta: eliminação na primeira fase diante da Aparecidense. Um ano depois, o Alvinegro não deu chance para a zebra. Nesta quarta-feira, a equipe de Zé Ricardo jogou bem e bateu a Campinense por 2 a 0 no Amigão, em Campina Grande. Rodrigo Pimpão e Alex Santana marcaram os gols da vitória

Foi uma atuação segura do Botafogo. O primeiro tempo até foi equilibrado, com o time carioca repetindo as dificuldades na criação e o Campinense desperdiçando contra-ataques com erros de passe e finalização.

Mas depois que Pimpão abriu o placar de cabeça após cobrança de escanteio, o jogo clareou para o Alvinegro e os espaços surgiram. No segundo tempo, a equipe de Zé Ricardo controlou o jogo e poderia ter conseguido até um placar mais elástico. Alex Santana marcou um golaço em chute de fora da área para fechar o placar e garantir a vaga. Já são três vitórias seguidas sem sofrer gol.

O Botafogo encara o Cuiabá na segunda fase da Copa do Brasil. Jogo único no Nilton Santos (mando foi definido por sorteio). Não há vantagem do empate. Em caso de igualdade no placar, vaga será decidida nos pênaltis.

Eliminado ainda na primeira fase da Copa do Brasil do ano passado, o Botafogo exorcizou o fantasma que o assombrava e avançou no torneio. O Glorioso superou o Campinense, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, em Campina Grande, na Paraíba, e garantiu classificação para a segunda fase, na qual vai enfrentar o Cuiabá.

O Alvinegro não teve uma grande atuação, mas fez o suficiente para construir uma vitória tranquila. Para alívio de seus torcedores, desta vez não houve sustos, acabando com a possibilidade de uma nova zebra. Pimpão e Alex Santana fizeram os gols da partida, um em cada tempo.

Pimpão abre o placar
Pouco inspirado, o Botafogo abriu o placar aos 32 minutos do primeiro tempo após uma cobrança de escanteio de Luiz Fernando. Gabriel cabeceou para o meio da área e encontrou Pimpão, que mergulhou em direção à bola e superou o goleiro Wagner Coradin. O Campinense quase empatou no fim da primeira etapa. Gatito defendeu um chute de João Paulo e, na sobra, o lateral Jonathan salvou a pátria alvinegra ao se jogar na frente da bola que iria para o gol.

Golaço de Alex Santana
O Botafogo ampliou a vantagem aos oito minutos do segundo tempo. Erik, sempre ele, fez uma boa jogada individual e tocou para Alex Santana. A bola subiu, e o camisa 8 “pegou na veia”: uma bomba que morreu no ângulo direito do goleiro. Foi o primeiro gol dele com a camisa alvinegra. Mais à vontade, o time carioca passou a tocar a bola, esperando o Campinense, já desesperado, abrir espaços, cedendo contra-ataques.

Ritmo de treino no fim
Com o jogo resolvido, o Botafogo cozinhou o jogo até o apito final. O Alvinegro até levou perigo em finalizações de Erik e Luiz Fernando, mas não teve sucesso para ampliar ainda mais. Desanimado, o Campinense criou pouco e sentiu o desgaste físico no segundo tempo. Gatito foi pouco acionado, e a zaga alvinegra controlou as ações sempre que preciso.

Criação precisa melhorar
Apesar da vitória, o Botafogo teve um primeiro tempo ruim e dificuldades para criar jogadas de perigo. Kieza está em má fase e não consegue chamar o jogo, tampouco fazer o seu papel de goleador. O camisa 9, inclusive, desperdiçou boa chance na primeira etapa. A equipe depende, muitas vezes, de jogadas individuais e da bola parada para assustar. Ainda é pouco.

FICHA TÉCNICA:
CAMPINENSE 0 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Amigão, em Campina Grande (PB)
Data-hora: 6/2/2019, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC). Nota L!: 6,0.
Assistentes: Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)
Cartões amarelos: Lopeu, Henrique Mattos, João Vitor (CAM); Marcinho, Carli, Jean, Alan Santos (BOT)

Gols: Pimpão, 32’/1°T (0-1); Alex Santana, 8’/2°T (2-0)

CAMPINENSE: Wagner Coradin; Neilson, Henrique Mattos, Richardson e João Victor; Cléber, Romeu (João Vitor, 9’/2°T), Gustavo (Dênis, 9’/2°T) e João Paulo; Warlei e Lopeu (Cleiton, 15’/2°T). Técnico: Francisco Diá.

BOTAFOGO: Gatito; Marcinho, Carli, Gabriel e Jonathan; Jean (Alan Santos, 33’/2°T), Alex Santana e Luiz Fernando; Erik, Pimpão (Leandro Carvalho, 29’/2°T) e Kieza (João Paulo, 22’/2°T). Técnico: Zé Ricardo.

Um comentário em “PELA COPA DO BRASIL BOTAFOGO 2 A 0 NO CAMPINENSE VEJA COMO FOI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: