PREVIDÊNCIA 2019: Como pagar INSS em atraso e garantir aposentadoria

Spread the love

CONFIRA Se débito com a Previdência for menor que cinco anos, pode fazer o cálculo direto no site da Receita. Antes de pagar é preciso que instituto reconheça períodos em aberto.

Os trabalhadores que têm contribuições previdenciárias em atraso devem verificar se vale a pena colocar os recolhimentos ao INSS em dia.

O preenchimento dos “buracos” na contagem de tempo de contribuição pode representar uma melhoria nas condições de aposentadoria, ainda mais com a possibilidade cada vez maior de a Reforma da Previdência ser aprovada ainda este ano.

PREVIDÊNCIA 2019: Como pagar INSS em atraso e garantir aposentadoria
PREVIDÊNCIA 2019: Como pagar INSS em atraso e garantir aposentadoria

Na última quarta-feira, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou o texto do relator, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), para a PEC 6.Especialistas em Previdência avaliam que acertar os períodos em aberto pode ser muito vantajoso para que o segurado possa cumprir as regras de concessão de aposentadoria atuais e antes que elas sejam modificadas pelo Congresso Nacional.

LEIA MAIS: INSS : A empresa que trabalhei não pagou meu INSS, o que fazer? Com recorrer.

Um das principais mudanças da reforma será, justamente, alterar o modelo de cálculo dos benefícios do INSS. O objetivo é que as novas contribuições ajudem a aumentar a média salarial para impactar positivamente o cálculo da aposentadoria.

Pagar as contribuições pendentes garante mais tempo de contribuição ao segurado. Mas, para ter esse direito reconhecido, é preciso comprovar que exerceu atividade remunerada no intervalo que ficou sem fazer o devido pagamento ao instituto.


O trabalhador deve ticar atento pelo fato de que haverá cobrança de multas e juros dos períodos passados e não pagos.

O segurado tem como fazer o cálculo da dívida de até cinco anos pelo site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br).

Os débitos mais antigos, no entanto, só vão ser possíveis de ser quitados nas agências do INSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *