UFC 231 , Max Holloway Vence Ortega e mantém o Cinturão .

Spread the love

Quem dormiu na noite desse sábado perdeu um dos melhores Cards do UFC de 2018 e você pergunta porque , Bom com Max Holloway Mantendo seu Cinturão , Além disso Valentina também Venceu no Card e conquistou seu primeiro Cinturão ao vencer Joanna Jedrzejczyk .

E o Marreta em , vem a cada dia mostrando que é um dos poucos lutadores Brasileiros que podem surpreender e conseguir trazer algum cinturão junto com Borrachinha em 2019.

Confira como foi o Card 231 do UFC HOLLOWAY X ORTEGA abaixo.

RESULTADOS COMPLETOS

CARD PRINCIPAL

Max Holloway venceu Brian Ortega por nocaute técnico (interrupção médica) aos 5m do R4

Valentina Shevchenko venceu Joanna Jedrzejczyk por decisão unânime (triplo 49-46)

Gunnar Nelson venceu Alex Cowboy por finalização aos 4m17s do R2

Hakeem Dawodu venceu Kyle Bochniak por decisão dividida (28-29, 30-27 e 30-27)

Thiago Marreta venceu Jimi Manuwa por nocaute aos 41s do R2

CARD PRELIMINAR

Nina Ansaroff venceu Claudia Gadelha por decisão unânime (triplo 29-28)

Gilbert Durinho venceu Olivier Aubin-Mercier por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Jessica Eye venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Elias Theodorou venceu Eryk Anders por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Brad Katona venceu Matthew Lopez por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

Dhiego Lima venceu Chad Laprise por nocaute a 1m37s do R1

Carlos Diego Ferreira venceu Kyle Nelson por nocaute técnico aos 1m23s do R2

Aleksandar Rakic venceu Devin Clark por nocaute técnico aos 4m05s do R1

COMO FOI A LUTA PRINCIPAL DO UFC 231 CONFIRA.

A mitologia havaiana é formada por quatro deuses: Kukailimoku (guerra), Kanaloa (magia), Kane (vida) e Lono (fertilidade e paz).

Se fosse possível as bênçãos deste deuses, o resultado final seria um só: Max Holloway. O havaiano nascido na ilha de Oahu fez jus à tradição guerreira do seu povo iniciada pelo rei Kamehameha e superou a impetuosidade e a resistência do desafiante Brian Ortega em uma verdadeira guerra para,

Após ter de ser retirado de três lutas por motivos de saúde, defender pela segunda vez seu cinturão dos pesos-penas no UFC 231 em Toronto, no Canadá, ao vencer a luta principal do evento por nocaute técnico,

Após a desistência de Ortega no intervalo do quarto para o quinto round. Esta foi a décima-terceira vitória seguida de Holloway no UFC, e a primeira derrota da carreira de Ortega.

Quero agradecer a Jesus Cristo e perguntar se tem mais alguém na fila. Podem mandar! Ortega foi um grande oponente, mas eu estou aqui para ficar.

Não foi fácil, mas meu objetivo é ser o número um peso-por-peso. Se eu tiver que enfrentar um peso-pesado, eu vou enfrentar. O Blessed Express partiu de mais uma cidade. Vamos para a próxima! – disse o lutador após a luta.

A luta

O combate começou os dois lutadores medindo a distância no centro do octógono. Holloway tomava a iniciativa dos ataques, distribuindo jabs e usando a maior envergadura para manter Ortega à distância.

O campeão conectava mais golpes, mas sem muita contundência, sempre andando para a frente buscando encurralar o desafiante na grade. Contando com apoio maciço da torcida canadense, Holloway via Ortega atuar no contra-ataque, e provocava o desafiante ao se aproximar.

Ortega tentou uma derrubada, mas não conseguiu manter o campeão no chão.

Mostrando confiança, o havaiano deixava muitas vezes a guarda baixa, e sorria com os golpes de Ortega. O californiano, por sua vez, não perdia a calma, mantendo o seu plano de luta e tentando igualar o combate até o intervalo.

No segundo round, Ortega tentou tomar a iniciativa da luta, mas recebeu um forte chute na perna. Holloway mostrava controle da luta, não dando espaço para Ortega crescer no combate.

O havaiano impedia que o desafiante crescesse e o ameaçasse, e o castigava com jabs e diretos que já abriam ferimentos no rosto de Ortega. O desafiante não encontrava brechas para atacar, e aos poucos via Holloway crescer cada vez mais.

Mostrando muita precisão nos golpes e no controle da distância, o havaiano ia se impondo cada vez mais na disputa, quebrando a confiança de Ortega, que demonstrava desgaste já no fim do round.

A luta recomeçou no terceiro round com Ortega movimentando mais a cabeça e se mostrando mais agressivo, tentando tirar Holloway de sua zona de conforto. Dois golpes bem encaixados no campeão o abalaram, e Ortega partiu para tentar a finalização.

Holloway se recuperou e voltou a lutar à distância. A luta estava mais equilibrada, com o havaiano abandonando as provocações e mantendo a guarda alta todo o tempo.

Ortega andava na direção de Holloway e o pressionava na grade. A disputa era intensa, e os dois atletas mostravam grande poder de absorção de golpes, principalmente Ortega, que vinha de uma grande desvantagem nos dois primeiros rounds.

Os dois atletas voltaram para o quarto round mostrando agressividade, mas Holloway conseguia encaixar mais golpes. Ortega seguia buscando equilibrar o combate, mas o campeão encaixou uma sequência de diretos de esquerda e direita que abalaram o desafiante.

Ortega resistia junto à grade, mas Holloway não diminuía intensidade dos seus ataques. Ortega tentava travar a luta, agarrando-se a Holloway, mas o campeão continuava atacando, desta vez com joelhadas na linha de cintura.

Com o olho esquerdo fechado e já muito cansado, Ortega não se movimentava bem, e era um alvo mais fácil para o campeão, que controlava a luta completamente. A 30s do fim do round, Holloway conseguiu um knockdown, mas Ortega se manteve ativo, mesmo muito machucado e cansado.

O desafiante foi para o intervalo cambaleante, e o seu córner informou ao mpedico que ele não retornaria para o quinto e último round.

Um comentário em “UFC 231 , Max Holloway Vence Ortega e mantém o Cinturão .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *